Constatámos que está a utilizar um navegador não compatível. O Web site do Tripadvisor poderá não ser devidamente apresentado.Compatibilidade com os seguintes navegadores:
Windows: Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome. Mac: Safari.
Como os pagamentos ao Tripadvisor afetam a ordem dos preços apresentados. Os tipos de quartos podem variar.
Hotéis nas proximidades
Avaliações (45)
Filtrar avaliações
45 resultados
Classificação dos viajantes
32
10
3
0
0
Tipo de viajante
Época do ano
IdiomaTodos os idiomas
Classificação dos viajantes
32
10
3
0
0
Ver o que os viajantes estão a falar:
Filtros selecionados
Filtrar
A atualizar...
5 - 10 de 45 avaliações
Avaliado 9 de janeiro de 2020 via rede móvel

Casa secular muito linda, pessoas que atendem muito bem. Pedro e Silvia são ótimos e extremamente gentis. Ambiente aconchegante, com ótimos quartos, muito limpos e confortáveis. O pequeno almoço (café da manhã) muito gostoso com produtos bem exclusivos que representam a Serra da Estrela. Nossa família amou. Viajamos em família com nosso filho que ficou encantado com tudo. Recomendamos, ótima experiência!!

Data da estadia: dezembro de 2019
Tipo de viagem: Viajei com família
Obrigado andreassrodrigues
Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.
pedromamede, Proprietário em Casa do Fundo, respondeu a esta avaliaçãoRespondeu a 10 de janeiro de 2020

Muito obrigado Andrea... foi também para nós um prazer imenso tê-los na Casa do Fundo. Voltem sempre... Pedro Mamede

Denunciar resposta como imprópria
Esta resposta é a opinião subjetiva do representante da gerência e não da TripAdvisor LLC.
Avaliado 3 de janeiro de 2020

Este local é maravilhoso! Os detalhes são especialmente e delicadamente pensados para que sejas muito bem recebido. O pequeno almoço é delicioso e feito com produtos caseiros e frescos! A casa é linda, quentinha, aconchegante e tem uma bela história! Fica à 10 minutos do centro de Seia onde há tudo que precisas...restaurantes, mercados. Há uma cozinha 100% equipada, além de ser muito bem decorada, a lareira onde podes tomar um chá e desfrutar da companhia do doce Gaspar... na parte de cima há uma sala de estar onde podes descansar, ler, assistir TV ou apreciar a vista da janela que é linda. A hospitalidade é o ponto alto.... Um obrigada especial ao Pedro e à Silvia por nos proporcionar os melhores dias neste local. Com certeza voltaremos e recomendamos!

Data da estadia: dezembro de 2019
    • Valor
    • Localização
    • Serviço
Obrigado Gi_pPinheiro
Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.
pedromamede, Proprietário em Casa do Fundo, respondeu a esta avaliaçãoRespondeu a 4 de janeiro de 2020

Muito obrigado pelas suas palavras... foi [também] para nós um gosto imenso tê-los conhecido e poder ter conversado com vocês. Voltem sempre... mesmo! Cumprimentos, Pedro Mamede

Denunciar resposta como imprópria
Esta resposta é a opinião subjetiva do representante da gerência e não da TripAdvisor LLC.
Avaliado 9 de dezembro de 2019

Este equipamento, por si, não faz jus à experiência efectiva de uma visita.
A casa, rústica com mais de um século, esconde memórias de várias gerações que a souberam preservar. Memórias com gente dentro.
O interior preservado, não exigiu muito aos seus proprietários, que souberam deixar cada um dos antigos móveis e objectos no local certo, fazendo perpetuar as conversas à lareira, o cheiro da lenha crepitante que aguarda no fundo do velho escano a sua vez para ser transformada em calor, que nos aquecerá a alma. A nós e ao Gaspar que saltita de colo em colo mostrando como se ronrona a preceito.
Um dos quartos, mal se arrastam os reposteiros para dar entrada à luz do exterior, mostra por detrás dos móveis uma preciosidade que pude apreciar pela primeira vez. Paredes pintadas à mão, reproduzindo fielmente painéis de mármore rosa. O soalho de madeira range, como se cada passo quisesse contá-los.
Os proprietários, prestáveis e afáveis, são autênticos cicerones da sua região, Deixo uma menção especial para a D. Sílvia, que com grande simpatia nos preparou um excelente pequeno almoço de degustação dos sabores locais. Do acolhimento, da estadia, do conforto e do asseio, nada a apontar para o padrão. A nossa experiência não poderia ser mais bem sucedida. Recomendo.

Data da estadia: dezembro de 2019
Obrigado 4Stroke
Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.
pedromamede, Proprietário em Casa do Fundo, respondeu a esta avaliaçãoRespondeu a 27 de dezembro de 2019

Muito obrigado pelas suas palavras... foi para nós um prazer imenso tê-los recebido na Casa do Fundo. Cumprimentos, Pedro Mamede

Denunciar resposta como imprópria
Esta resposta é a opinião subjetiva do representante da gerência e não da TripAdvisor LLC.
Avaliado 9 de dezembro de 2019

Muito bom, uma casa com alma, um óptimo pequeno almoço, muita simpatia dos donos. Lugar onde se encontra a calma, o silêncio e uma preocupação constante em bem receber, e acomodações generosas e muito bem decoradas.

Data da estadia: dezembro de 2019
Tipo de viagem: Viajei com família
Obrigado Sapateira
Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.
pedromamede, Proprietário em Casa do Fundo, respondeu a esta avaliaçãoRespondeu a 27 de dezembro de 2019

Muito obrigado... Casa do Fundo, no fundo a sua casa! Cumprimentos, Pedro Mamede

Denunciar resposta como imprópria
Esta resposta é a opinião subjetiva do representante da gerência e não da TripAdvisor LLC.
Avaliado 27 de novembro de 2019

Não é novidade que gostamos de fugir das confusões e talvez por esse motivo, as nossas escapadelas são reflexo disso mesmo. Encontramos outro local mágico. Mesmo no Sopé da maior Serra em Portugal, a Serra da Estrela. Muito próxima de Seia está a Casa do Fundo, em Tourais. Se a Serra influência muito esta região, mas esta casa tem personalidade própria. Encanta por ela mesma. Fomos à casa da nossa avó. Dizemos isto com o melhor dos sentidos. A maneira como fomos recebidos pela D. Sílvia, o Pedro e o gato Gaspar, são prova disso mesmo. Muitas vezes sentimos esse sentimento de saudade da nossa infância ou juventude. Sentimo-nos em casa. Estivemos à vontade e mais do que isso sempre com um sorriso disponível que nos fez sentir bem-vindos. Podemos partilhar a mesa com o Pedro, o que ajuda muito a esse sentimento. Conhecer as pessoas, história, e o local. Como se costuma dizer, a melhor rede social ainda são os amigos à volta da mesa. Ia ser difícil isso não acontecer. Tal como na casa dos nossos avós os melhores momentos foram sempre na cozinha e à volta da mesa. Aqui não foi diferente. Numa verdadeira mesa Serrana não pode faltar o pão, enchidos, bom queijo e vinho. E foi por aí que o nosso estômago foi conquistado. Simples e saboroso. A sala jantar partilha a cozinha e se necessário até podíamos cozinhar. Não é necessário, pois o pequeno-almoço foi também um pequeno banquete. Produtos locais e receitas caseiras. Para além de tudo que geralmente encontramos ao pequeno almoço, os nossos favoritos, foram o bolo e fresco e caseiro da Sílvia. “Não tem segredo nenhum, hoje apeteceu-me fazer este”. – Onde é que já ouvimos isto? O outro foi o requeijão com o doce de Abóbora. Muito típico nesta zona, mas este doce de abóbora, garantimos que não encontram em mais lado nenhum. E já provamos muitos. Dizem que o tempo não volta atrás, mas para nós voltou, pois recuperamos tão boas memórias. Com a Sílvia, ficamos a saber mais sobre a casa, família e localidade. Se hoje em dia já é comum encontrar turismos rurais, quando se lançaram nesta aventura, eram dos poucos a fazê-lo. Como confessava – “sempre tive bom instinto e de arriscar nas coisas certas”. Não íamos deixar esta abandonada, temos tão boas memórias que só as queremos preservar. Estar aqui é a forma de nos sentirmos próximos e de não deixar que isto se perca. – A verdade é que ao contrário de grande parte dos locais que encontramos, são reformados em que mantêm algumas partes depois adicionam alguns detalhes mais modernos por exemplo. Aqui a palavra chave foi preservar. É como se estivéssemos num museu, pois está tudo com coerência e a funcionar como antigamente. Falando um pouco da casa, no andar superior estão os quartos. É incrível como nos sentimos aconchegados na casa. Pela manhã o chilrear dos pássaros e a claridade acordam-nos de maneira diferente. De maneira bem relaxada. Acordamos com água na boca para o pequeno-almoço. É fácil começar bem o dia.

Parte da casa podemos ver também o antigo lagar, o granito e o belo vitral visto de fora. É raro ouvir passar algum carro na rua. As mesas e cadeiras localizadas, auguram tarde bem passadas para quem quer apenas relaxadas. Em dia de chuva não usufruímos do exterior, mas usufruímos do que a região tem. O Pedro é um excelente conversador e um verdadeiro anfitrião. Desde logo ficamos à vontade e soubemos programar melhor os nossos dias e o que visitar. Mais não podíamos pedir.

Um dos grandes desafios do interior, é fugir à desertificação e de ter atividades que chamem as pessoas a permanecer e a visitar. Muitas vezes, fora das épocas altas, uma das grandes desculpas que ouvimos é que tem pouco que visitar ou que fazer. Enganam-se! Durante estes 3 dias, não faltou o que fazer. Visita obrigatória ao museu do brinquedo, mesmo no centro de Seia, Museu da Electricidade que é um lugar incrível. Para terminar um fim de semana incrível, não podíamos deixar de mencionar um evento que também tivemos a oportunidade de visitar. Cine Eco de Seia. Um festival de cinema internacional onde a Natureza é o tema principal. Pessoas de todo o mundo visitam e partilham também um pouco da execução do filme. Nós só assistimos aos filmes vencedores. Foi uma 1hora muito bem passada, numas das melhores salas do país. Só podemos dizer que temos de divulgar mais e para o ano estaremos de volta.

Sugestão de quartos: Os de cima tem uma vista para a serra incrível
Data da estadia: outubro de 2019
    • Valor
    • Limpeza
    • Serviço
Obrigado Fugir_Blog
Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do TripAdvisor e não da TripAdvisor LLC.
Ver mais avaliações