Locais religiosos em Lisboa

Locais sagrados e religiosos em Lisboa

Locais sagrados e religiosos em Lisboa

Tipos de atrações
Locais Turísticos e Monumentos
Locais Turísticos e Monumentos
Classificação dos viajantes
Bairros
Bons para
17 locais ordenados por favoritos dos viajantes
  • Atividades classificadas com recurso a dados do Tripadvisor, incluindo avaliações, classificações, fotografias e popularidade.
As avaliações são verificadas por nós.
A abordagem do Tripadvisor às avaliações
Antes da publicação, todas as avaliações do Tripadvisor passam por um sistema de controlo automático, que recolhe informações ao responder às seguintes perguntas: como, o quê, onde e quando. Se o sistema detetar algo que possa contradizer as nossas diretrizes da comunidade, a avaliação não é publicada.
Quando o sistema deteta um problema, uma determinada avaliação pode ser automaticamente rejeitada, enviada para o colaborador para validação ou revista manualmente pela nossa equipa de especialistas de conteúdo, que trabalham 24 horas por dia, 7 dias por semana para manter a qualidade das avaliações no nosso site.
A nossa equipa verifica todas as avaliações publicadas no site que sejam objeto de contestação pela nossa comunidade por não cumprirem as nossas diretrizes da comunidade.
Saiba mais acerca da nossa moderação de avaliações.

O que os viajantes estão a dizer

  • Revista Hotéis
    São Paulo, SP1 694 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    O Mosteiro dos Jerônimos é classificado pela UNESCO como Patrimônio Mundial desde o ano de 1983. No local em que se encontra hoje, era a Igreja de Santa Maria de Belém, mas em 1496 o rei D. Manuel I pediu autorização à Santa Sé para construir o mosteiro. As obras que começaram no ano de 1501 demoraram quase 100 anos para terminar, pois foram escolhidos os melhores arquitetos, mestres e artífices da época. Os monges da Ordem de São Jerónimo foram escolhidos por D. Manuel I para ocupar o Mosteiro, mas teriam, dentre outras funções rezar pela alma do rei e prestar assistência espiritual aos navegadores responsáveis pelas descobertas. Mas em 1833 a Ordem de São Jerónimo foi dissolvida e o mosteiro foi desocupado. A fachada do Mosteiro dos Jerónimos tem mais de 300 metros e suas grandes paredes claras foram construídas com calcário de lioz, um material da própria região. O mosteiro é visto como a joia da arquitetura manuelina, que mistura elementos góticos e do renascimento. São colocados também nas esculturas símbolos reais, cristãos e naturalistas. Para visitar o mosteiro é necessário enfrentar filas e os ingressos varia muito a partir de 12 euros, mas pode ser adquirido com preço mais reduzidos pelo Lisboa Card e a entrada é gratuita para cidadãos residentes em Portugal. O monumento hoje é dividido em três partes: o claustro, a Igreja de Santa Maria de Belém (entrada gratuita) e o Museu Nacional de Arqueologia, que fica na parte moderna. Vasco da Gama, Luís de Camões, D. Manuel I, D. João III e muitos membros da família real estão enterrados no mosteiro.
    Escrita a 11 de fevereiro de 2024
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • milao370
    Salvador, Brazil17 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    A incrível beleza do lugar. Impressionante. Por fora é uma igreja simples, nada especial, mas seu interior te deixa realmente impactado com tanta riqueza e beleza.
    Escrita a 1 de maio de 2023
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • Cristina M
    Lisboa, Portugal122 contributos
    4,0 de 5 bolhas
    Mosteiro com azulejos incríveis, vistas deslumbrantes sobre a cidade 360 graus, bonita coleção de artigos religiosos de prata, bonitos claustros e igreja
    Escrita a 1 de fevereiro de 2024
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • Yorg Brickman
    Brasil499 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    Deixar a igreja com marcas da destruição causada por um incêndio na década de 50/60, não sei se foi por falta de recursos, mas tornou a igreja única.
    Espero que o aspecto atual, marcado pelo fogo e deterioração, seja preservado. Essa marcas são parte da história local.
    Escrita a 4 de dezembro de 2022
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • MartimA_12
    Botucatu, SP39 094 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    Eu e minha namorada durante a excursão na linha verde do ônibus turístico em Lisboa passamos pela Igreja e Mosteiro de São Vicente de Fora. A igreja começou a ser construída em 1582 no local onde D. Afonso Henriques tinha erguido um primitivo templo sob a proteção de São Vicente. Este santo foi eleito padroeiro de Lisboa em 1173, quando as suas relíquias foram transferidas do Algarve para uma Igreja fora das muralhas da cidade, por isto o nome. A igreja foi terminada em 1627 e inaugurada em 1629.

    Foi usado na sua construção o estilo maneirista com elementos góticos e barrocos. Ela tem uma planta retangular com uma fachada de estilo italiano, discreta e simétrica, com uma torre de cada lado e as estátuas dos santos: Agostinho, Sebastião e Vicente sobre a entrada. Dentro da igreja estão: o Panteão Real dos Braganças e o Panteão dos Patriarcas de Lisboa.
    Escrita a 4 de agosto de 2023
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • Nair A
    Niterói, RJ1 407 contributos
    4,0 de 5 bolhas
    No largo do Carmo encontramos ruínas do Convento do Carmo, o Museu Arqueológico, o Chafariz do Carmo, árvores jacarandá. Nas redondezas além de bares e restaurantes, a Igreja Ordem Terceira do Carmo e o Elevador Santa Justa.
    Escrita a 21 de fevereiro de 2023
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • Pjbg1
    Odivelas, Portugal636 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    Um convento lindíssimo na sua simplicidade.
    Um espaço pouco divulgado, extraordinariamente bem preservado, algo esquecido na simplicidade da sua fachada, mas que vale a pena visitar.
    Fomos num grupo, do caminhando.pt, e a visita guiada realizada por uma senhora do Convento foi extraordinária.
    Com um enquadramento histórico, muito bem apresentado, por que realmente vive e ama este espaço.
    Vale a pena visitar.
    Escrita a 13 de fevereiro de 2018
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • P Santos
    34 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    Excelentes pessoas. Boa comida. Infelizmente não tive tempo de visitar a mesquita. Mas o jantar foi muito bom. Regressarei concerteza!
    Escrita a 21 de fevereiro de 2024
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • Maria Lucilia A
    Sao Paulo, Brazil523 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    O convento de Madre de Deus, como os demais recolhimentos portugueses, foi extinto no século XIX. Passou por reformas e tornou-se sede do Museu do Azulejo nos anos 80. A capela do monumento é majestosa, talha dourada, pinturas, azulejos, imaginária de vários estilos. Conjunto eclético e harmonioso, vale a visita. No local há um bar e restaurante bem decorado. Recomendo para apreciadores de arte e arquitetura.
    Escrita a 2 de outubro de 2019
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • carlos.1954.sousa@gmail.com
    Parede, Portugal47 contributos
    4,0 de 5 bolhas
    Convento bem restaurado, resistiu ao terramoto de 1755. Encontra-se em pleno Bairro Alto, em frente do miradouro com o mesmo nome. Pertence à Santa Casa da Misericórdia. Aconselho visita guiada ao convento. Saliento a Capela dos Lencastres e a Igreja do Convento.
    Escrita a 4 de abril de 2019
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • Mafalda T
    Oeiras, Portugal91 contributos
    4,0 de 5 bolhas
    Igreja perdida no bairro da Ajuda em Lisboa, mas que contem um precioso tesouro da nossa História....é aqui que repousam as ossadas do grande estadista...Sebastião José de Carvalho e Melo, Marques de Pombal e Conde de Oeiras. Homem responsável pela Nova Lisboa..de 1755.
    Escrita a 22 de junho de 2016
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • amiltonjesus
    Sao Paulo, Brazil65 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    Um excelente lugar para visitar. Quando há feiras, as oportunidades de comprar coisas fora do convencional são extremamente grandes. Também por vezes há exposições sazonais e espetáculos.
    Escrita a 15 de dezembro de 2019
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • Carlos S
    Lisboa, Portugal13 739 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    A Casa de Francisco Rodrigues da Cruz,mais conhecido por Padre Cruz embora esteja fechada e que se encontra localizada no Largo do Caldas é de importância religiosa.Esta é a casa o local aonde este santo viveu e faleceu,seu túmulo encontra-se no cemitério de Benfica.
    Escrita a 4 de julho de 2019
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • Carlos S
    Lisboa, Portugal13 739 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    Localizado junto há Igreja de N. S. da Penha de França,podemos admirar a paisagem deste pequeno miradouro e aonde se conta também em azulejo a lenda do lagarto da penha de frança,em que a tradição olisiponense teima em afirmar, que foi neste lugar alto da Penha de França que Ulisses deu-se de amores com a “deusa-serpente”, Ofiússa, que não era “serpente” mas rainha de uma sociedade mítica de mulheres guerreiras, religiosas e sibilas ou profetisas.Um espaço pequeno mas bonito que conta também com uma fonte bastante antiga.
    Escrita a 5 de dezembro de 2019
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
  • Carlos S
    Lisboa, Portugal13 739 contributos
    5,0 de 5 bolhas
    Cruzeiro erguido, no início do reinado de D. João III, pelo Senado da Câmara de Lisboa, para comemorar a beatificação da Rainha Santa Isabel, em 1517. Da sua localização original, no então Largo do Cruzeiro de Arroios, foi transferido para a Sacristia da Igreja de Arroios.Classificado como Monumento Nacional, trata-se de uma peça, em pedra lioz, de estilo manuelino, com algumas influências renascentistas, pelo acentuado naturalismo patente no grupo escultórico. Assente num soco hexagonal de base cilíndrica, com nó de encordoamento, e com fuste torso, decorado com motivos de temática vegetalista, evidencia a imagem do Santo Mártir São Vicente, padroeiro da cidade, com as armas de Lisboa (nau com os corvos), na mão esquerda, e a folha de palma do martírio, na direita. Sobre o capitel ergue-se uma cruz latina e apontada, exibindo, na face principal, a imagem de Cristo crucificado e, na face posterior, uma imagem de N. S. da Piedade.
    Escrita a 4 de dezembro de 2018
    Esta avaliação é a opinião subjetiva de um membro do Tripadvisor e não da Tripadvisor LLC. O Tripadvisor verifica as avaliações.
Perguntas frequentes sobre Lisboa