Todos os artigos Guia para uma viagem épica: explorar a Amazónia no Brasil, Peru e Equador

Guia para uma viagem épica: explorar a Amazónia no Brasil, Peru e Equador

A woman standing on a bridge in the middle of the Amazon Rainforest
Imagem: Getty
Tripadvisor
Por Tripadvisor1/07/2022 6 minutos de leitura

Nunca pensou em visitar a floresta tropical da Amazónia? Imagine: uma enorme floresta que corresponde ao tamanho de 46 estados americanos. Três milhões de espécies de vida selvagem. Uma tonalidade única de verde brilhante que não pode ser vista em qualquer outro lugar. Não existe nenhum lugar como a Amazónia no mundo, o que faz com que esteja no topo da lista de Viagens de sonho de todos os amantes da natureza e merece um lugar na sua também.

Situada em 9 países sul-americanos, desde o Brasil ao Peru, a Amazónia é a maior e mais biodiversificada floresta tropical do mundo, também conhecida como o local perfeito para aventuras fora da rede de uma vida. Se quiser experimentar a joia da coroa da natureza pelo menos uma vez, eis as três principais formas através das quais pode (com segurança!) explorar a floresta da Amazónia. Além disso, encontrámos sugestões interessantes de viajantes que irão ajudar a tirar o máximo partido da sua viagem.

Este guia apresenta atividades no Brasil, Peru e Equador – os melhores pontos de acesso para as viagens às florestas tropicais da Amazónia.

1. Parta num cruzeiro épico pelo Rio Amazonas

O Rio Jauaperi, um rio afluente do Rio Amazonas, encontra-se nas profundezas da Amazónia, a região da Comunidade Itaquera faz parte da cidade de Novo Airao e pode ser alcançada com uma viagem de barco de 20 horas
Imagem: Getty

O Rio Amazonas flui por toda a floresta tropical, pelo que não é surpresa que as excursões mais profundas da Amazónia só sejam possíveis de barco. Os cruzeiros são uma das formas mais populares de explorar o terreno diversificado da floresta tropical com estilo e conforto.

A operar durante todo o ano, as excursões de barco fazem itinerários que coincidem com a estação, pelo que terá sempre uma experiência que vale a pena com muitas fotografias e encontros com a vida selvagem (tente observar o golfinho do rio rosa da Amazónia!).

Tem duas opções: viajar durante a estação das altas águas de janeiro a junho, quando a maior parte da selva é subaquática e acessível de barco, ou viajar durante a estação das águas baixas de julho a dezembro para pescar e observar a vida selvagem em costas arenosas.

Destino recomendado: Manaus, Brasil

Localizada no coração da floresta tropical, Manaus é conhecida como a porta de entrada para a Amazónia. Os cruzeiros aqui são mais longos e vão mais longe até ao Baixo Rio Amazonas, tornando-se a expedição de sonho de todos os exploradores ávidos. A maioria das excursões também abrange visitas a aldeias indígenas.

Não perca o Encontro das águas, onde as águas de chá preto do Rio Negro e as águas arenosas do Rio Amazonas fluem lado a lado.

Por
"Verdadeiramente uma viagem única na vida. Consegui ver e fazer tantas coisas incríveis. Recomendo que nade com os golfinhos cor-de-rosa e durma em redes na selva. O nosso guia foi fantástico, especialmente quando acampámos na selva. Uma viagem que nunca esquecerei! Pelo sim, pelo não, traga uma capa de chuva". - Excursão de aventura na selva da Amazónia de 3 dias

Atividades e excursões recomendadas

2. Explore parques nacionais e reservas de vida selvagem

Adultos a caminhar na selva densa da Amazónia
Macaco-esquilo sentado no tronco de uma árvore na floresta tropical
Imagem: Getty

A Amazónia é o lar de 30% das espécies do mundo, incluindo o caimão em extinção, o esquivo jaguar e várias espécies de macacos nativos, como o sauim-de-coleira. Esta biodiversidade impressionante trouxe montanhistas, fotógrafos e observadores de vida selvagem de todo o mundo à procura da sua próxima grande aventura.

Procure os parques nacionais e reservas de vida selvagem no Equador, são menores em tamanho comparados com o resto dos gigantes continentais no Brasil e na Argentina, mas compõem a área mais biodiversificada da Amazónia. Para os amantes da vida selvagem.

Destino recomendado: Napo, Equador

Os parques nacionais do Equador apresentam paisagens montanhosas acidentadas, vida selvagem abundante e um conjunto vertiginoso de flora e fauna. Imagine uma maravilha selvagem com macacos-aranha a balançar, árvores altas e coros de tucanos coloridos.

Existem 11 parques nacionais e 25 reservas de vida selvagem que abrangem todas as partes do Equador. Tem pouco tempo? Viaje ao longo do Rio Napo e adicione as maiores reservas de florestas tropicais, o Parque Nacional de Yasuní e a Reserva de vida selvagem de Cuyabeno, ao seu itinerário da Amazónia.

Por
"Esta excursão oferece uma boa introdução à bacia da Amazónia se tiver pouco tempo, mas quiser dizer que esteve na Amazónia. As nossas atividades incluíram visitar o ninho do gavião-real, passeios de barco pelo rio abaixo e uma visita às escarpas de argila do Parque Nacional de Yasuní. As escarpas de argila foram uma apresentação espetacular das cores das araras e papagaios que as visitavam e os sons eram incríveis". - Reserva biológica de Limoncocha e Parque Nacional de Yasuní/Andes Tropicais para a Amazónia

Atividades e excursões recomendadas

3. Faça glamping numa pousada luxuosa na selva

Passeio na copa das árvores na selva densa
Edifício de spa com iluminação acolhedora sobre palafitas na selva densa
Imagem: Reserva Amazonica & Hacienda Concepcion

Está à procura de uma experiência imersiva na selva durante todo o dia? Faça glamping numa pousada na selva no Peru. Existem várias atividades únicas de que só poderá desfrutar numa estadia na floresta, desde o despertar a sons distantes da vida selvagem da Amazónia à observação serena das estrelas em total escuridão. Procure pousadas com escarpas de argila com araras e torres de observação na copa das árvores que proporcionam excelentes locais para fotografias.

A maioria dos locais oferece excursões diárias, incluindo caminhadas guiadas, safaris noturnos, passeios de canoa, bem como visitas a aldeias indígenas. Crie a sua própria aventura na selva e familiarize-se com a Amazónia, seja qual for o seu interesse.

Destino recomendado: Madre de Dios, Peru

Madre de Dios representa 15% da Amazónia peruana e é a capital da biodiversidade no Peru. Poderá encontrar com frequência pousadas celestiais na selva, dentro ou perto da Reserva Nacional de Tambopata – não se esqueça de visitar o Lago Sandoval, um lago sinuoso deslumbrante, onde pode encontrar uma grande variedade de vida selvagem.

Por
"Foi uma experiência diferente de tudo o que tive em todas as minhas viagens. Conhecer os moradores, comer comida excelente. Passear pela Amazónia de barco com apenas as estrelas para iluminar o caminho, o som gritante da selva e os enormes peixes ocasionalmente a bater no barco. Nadar com golfinhos. Olhar para as árvores e encontrar uma família de macacos a olhar para nós. Uma experiência verdadeiramente autêntica, claramente não coreografada, e isso foi fantástico". - Pousada Muyuna na Amazónia

Atividades e excursões recomendadas

Quando visitar a floresta tropical da Amazónia

Homem num barco no Rio Amazonas
Pessoas a caminhar na floresta tropical da Amazónia
Imagem: Unsplash

Época das águas altas: de janeiro a junho

Melhor para: observação de aves, viagens de canoa, cruzeiros fluviais

A principal atração da estação chuvosa é o panorama dramático das águas altas, onde os níveis dos rios sobem até 3 andares de altura, cobrindo a maior parte do solo da selva.

A maioria dos rios, riachos e lagos da Amazónia tornam-se navegáveis durante este período, tornando-se uma época privilegiada para cruzeiros fluviais, viagens de barco e aventuras de caiaque. Aproxime-se dos passadiços, facilitando a observação de aves, macacos e outras criaturas que fazem das árvores a sua casa.

Vai sentir o tempo mais frio e chuvoso ao redor da floresta, com temperaturas médias em torno de 30 °C.

Época das águas baixas: de julho a dezembro

Melhor para: observação da vida selvagem, pesca, caminhadas na selva

Boas notícias, caminhantes: durante a estação seca, os níveis de água baixam para revelar costas arenosas e trilhos de trekking que antes eram inacessíveis, tornando possível explorações profundas na selva a pé (finalmente!).

Com o recuo das águas, é mais fácil avistar ninhos de caimões, cobras e lagartos nas costas da Amazónia, além de a pesca de piranhas se tornar muito mais fácil de barco. Terá até a oportunidade de observar os bandos de aves migratórias em voo, algo que irá perder completamente durante a estação chuvosa.

Espere menos chuva (embora chuvas fortes ainda possam acontecer!) e uma temperatura média de 37 °C, com uma menor probabilidade de os mosquitos aparecerem.

Sugestões sobre como se preparar para a sua viagem à floresta tropical da Amazónia

Excursão de barco para explorar a floresta da Amazónia
Imagem: Getty

1. Planeie. Com. Antecedência.

Apenas um número limitado de operadores turísticos estão autorizados a realizar excursões na Amazónia, o que significa que têm vagas limitadas para as épocas altas. Assim que decidir entre a época alta e a seca, reserve a excursão com antecedência para garantir o seu lugar.

2. Ajude os guias locais

Certifique-se de que escolhe excursões de empresas locais de turismo; é uma forma excelente de apoiar a comunidade de forma sustentável. Os guias locais são naturalistas experientes que sabem melhor como navegar pela selva e têm todo o prazer em partilhar consigo tudo o que sabem sobre este ecossistema único.

3. Escolha excursões responsáveis

Excursões de grupos menores deixam uma pegada ambiental mais pequena. Vá com um guia treinado que garantirá que o seu grupo mantém as boas práticas, como permanecer em percursos de caminhadas designados e excursões conscientes que não perturbem a vida selvagem.

4. Não deixe vestígios para trás

Elimine todos os resíduos corretamente e adote uma abordagem de "levar embora tudo o que trouxer" ao explorar. Comprometa-se a trazer um saco de lixo portátil e a mantê-lo consigo durante toda a viagem.

4. Contribua para a Amazónia

A floresta tropical é vital para a saúde da Terra e é uma das últimas casas restantes de vida selvagem, tribos indígenas e comunidades locais. Após a sua viagem, faça um donativo a instituições de caridade conceituadas, como a Rainforest Trust e a Amazon Watch, dedicadas aos esforços de conservação da Amazónia.

5. Traga binóculos

Os viajantes sugerem investir num par de binóculos para maximizar a sua visualização da vida selvagem, especialmente se estiver a bordo de um barco de cruzeiro. Muitos animais na Amazónia são habitantes de árvores e podem ser frequentemente vistos a brincar no alto das suas casas da copa das árvores.

6. Prepare-se para os mosquitos

A natureza quente e húmida da Amazónia faz com que seja abundante em mosquitos. Coloque na mala roupas de manga comprida, de cores claras e repelente de mosquitos e não se esqueça de tomar as vacinas contra a malária com antecedência. Se for picado, uma loção de calamina e um creme de hidrocortisona ajudarão a aliviar a comichão.


Mais artigos semelhantes: