Todos os artigos 3 dias em Cancún

3 dias em Cancún

Jay Blades
Por Jay Blades4/08/2023 12 minutos de leitura
Praia com água azul brilhante, pessoas em pé e sentadas na areia e um posto de nadadores-salvadores
Playa Delfines; fotografia: Tripadvisor

A cidade de Cancún pode ser conhecida como um local de viagens de finalistas, mas tem muito mais para oferecer do que uma vida noturna ininterrupta. A cidade é o lar de algumas das melhores praias das Caraíbas, com snorkeling e mergulho de primeira qualidade e, nos arredores, uma cultura maia fantástica, como as pirâmides de Chichén Itzá. Mas não se preocupe: não precisa necessariamente de uma semana inteira para aproveitar tudo. Três dias é tempo suficiente para experimentar um pouco de tudo o que a cidade tem para oferecer, desde recifes de corais a ruínas maias, mercados locais e discotecas abertas até de madrugada.

O itinerário de três dias abaixo ajuda a encaixar tudo ao combinar as grandes atrações (Isla Mujeres, Chichén Itzá, Coco Bongo) com imensas pausas para tacos e margaritas. Agrupámos tudo por localização para minimizar o tempo de viagem entre atividades e baseámos cada recomendação nas avaliações e classificações do Tripadvisor. Assim, não vai perder nem um segundo a questionar-se “Este local vale a pena?”


DIA UM

Praia com água azul brilhante e grande extensão de areia repleta de guarda-sóis de palha
Playa Delfines; fotografia: Tripadvisor

MANHÃ: uma praia digna de um postal

Não vamos julgar se quiser passar a primeira manhã a descontrair junto à piscina do hotel. No entanto, se quiser aventurar-se, apanhe o autocarro R-1 ou R-2 (ou conduza) até à Playa Delfines. A apenas 15 minutos do coração da zona hoteleira, é a única praia na área onde pode apreciar a areia fina suave e as águas azul-turquesa sem um arranha-céus à vista. Alerta de fotografia: é também aqui que vai encontrar a icónica e colorida placa de Cancún.

Tenha em atenção que aqui não há restaurantes (embora, por vezes, os vendedores vagueiem pela praia a vender fruta e bebidas), por isso tome o pequeno-almoço antes de ir ou compre algo nos mercados Chedraui ou Oxxo pelo caminho.

Se não for do tipo de pessoa que gosta de relaxar na praia durante horas (ou se precisar apenas de uma pausa do calor), conduza cinco minutos para norte até ao Museu Maia de Cancún. É pequeno (pode ver tudo em uma ou duas horas), custa pouco menos de 4 $ e oferece uma excelente cartilha sobre a história e a cultura maia.

O que os viajantes dizem: “O sítio arqueológico de San Miguelito localizado junto ao museu (incluído na taxa de entrada) é imperdível. A floresta, as ruínas e a atmosfera tranquila à volta do local fazem com que se sinta como se tivesse viajado no tempo.” – @Annijatravels

TARDE: faça compras e petisque num mercado mexicano

Viu a zona hoteleira. Agora, está na altura de conhecer o lado local de Cancún. Conduza, apanhe um táxi ou apanhe o autocarro R-2 na baixa da cidade até ao Mercado 28, um mercado de rua extenso onde pode adquirir lembranças, como vestidos bordados, camisas de casamento mexicanas, cerâmicas, joias de prata e bonecas feitas à mão. Passeie, faça compras (muitos vendedores vendem artigos semelhantes) e não tenha medo de regatear.

Quando quiser descansar os pés, sente-se e desfrute de um cocktail de marisco no El Cejas, um pequeno restaurante de mariscos no meio do mercado. Ou guarde o apetite para a sua próxima paragem: o Mercado 23. Mais pequeno e um pouco mais calmo do que o Mercado 28, é um dos mercados mais antigos de Cancún e um bom local para provar frutas e queijos regionais. Não deixe de experimentar os tacos e as tortas de porco desfiado cozinhado lentamente no El Paisano del 23.

OPÇÕES DE EXCURSÕES NA BAIXA DE CANCÚN

  • Uma excursão a pé é uma das melhores formas de apreciar os murais coloridos que cobrem a baixa de Cancún. Vai aprender mais sobre os artistas e as suas técnicas enquanto explora as ruas em torno do Parque de Las Palapas.
  • Se viajar para comer, experimente esta excursão de comida de rua, que visita o Mercado 23, bem como bancas de tacos populares, como El Polilla. Até vai poder ver arte urbana pelo caminho.
  • Para uma forma fácil de ver todos os destaques, opte por esta excursão guiada de autocarro. Desce a Avenida Tulum, no centro de Cancún, e para no Mercado 28, na Playa Delfines (caso ainda não a tenha visitado), no La Isla (veja o Dia 3) e muito mais.

NOITE: comida de rua e vida noturna “escolha a sua própria aventura”

Dirija-se ao Parque de Las Palapas (fica a cerca de 10 minutos a pé do Mercado 23) ao início da noite. Popular tanto entre os habitantes locais como entre os turistas, ganha vida à noite, especialmente aos fins de semana, quando há música ao vivo no palco no centro do parque. Passeie, sente-se num banco a observar as pessoas ou compre mais algumas lembranças: as bancas espalhadas pelo parque vendem tudo, desde sacos de palha e mantas de serapé a cerâmica de Talavera colorida.

Para o jantar, pode fazer uma refeição nas bancas de comida do parque que vendem elotes (milho grelhado na espiga), esquites (milho fora da espiga com queijo, lima e chile), churros e marquesitas (crepes crocantes recheados com queijo Edam). Em alternativa, pode caminhar 10 minutos até à Taqueria Coapeñitos para provar alguns dos melhores tacos da cidade. Os aventureiros devem experimentar as tripas e a lengua (língua de vaca), mas o suadero (carne de vaca) ou o al pastor (carne de porco temperada com ananás) também são uma boa opção (ou as margaritas, já agora).

Depois do jantar, continue a noite. A alguns quarteirões a sul da Taqueria Coapeñitos, vai encontrar uma série de restaurantes e bares com tudo, desde um lounge no terraço (Mumma) a um speakeasy (Sigfrido) e um acolhedor bar de vinhos (El Rincón del Vino).

Desvios que valem a pena ao longo do caminho

DIA DOIS

Tartaruga-marinha a nadar com mergulhadores à distância
Excursão de snorkeling em Cancún 5 em 1, Cancún; fotografia: Tripadvisor

MANHÃ: vá até ao fundo do mar

Com águas calmas e cristalinas e recifes de corais vibrantes, Cancún é um paraíso para os praticantes de snorkeling. A excursão 5 em 1 da Total Snorkel é excelente para principiantes: recolhe os viajantes no hotel, dá-lhes as informações básicas e leva-os a cinco locais diferentes. Poderá nadar ao longo de um recife de coral, ver esculturas no Museo Subacuático de Arte (o museu subaquático de Cancún), remar junto às tartarugas-marinhas, explorar um navio naufragado e até mergulhar num cenote (um buraco natural para nadar). Tudo demora cerca de três horas e meia, o que faz com que seja uma excursão matinal viável.

TARDE: vá de ferry até uma ilha tropical

Em vez de voltar para o hotel após a excursão de snorkeling, apanhe o ferry de Puerto Juárez para a Isla Mujeres, uma pequena ilha de sete quilómetros ao largo da costa de Cancún. Os barcos partem a cada meia hora e chegam em cerca de 15 minutos.

Quando chegar, caminhe até ao Ocean’s Isla, escolha uma mesa no passeio e peça umas margaritas “dois por um” acompanhadas com fajitas ou camarão ao coco. Depois, volte à Playa Norte, onde pode alugar cadeiras e um guarda-sol a um dos muitos vendedores ou passear nas águas rasas.

Se preferir algo mais ativo, alugue um carrinho de golfe no Golf Carts Indios e explore outras partes da ilha, como Punta Sur (um miradouro com vistas épicas), a Women's Beading Cooperative (onde pode comprar joias e peças artesanais feitas por artesãs locais) e a Capilla de Guadalupe (uma capela à beira-mar).

OPÇÕES DE EXCURSÕES NA ISLA MUJERES

  • Claro que pode apanhar o ferry como qualquer outra pessoa. Em alternativa, pode reservar esta excursão de catamarã requintada, que inclui almoço, bar aberto e equipamento de snorkeling. Ainda vai ter tempo para explorar a Isla Mujeres, mas vai divertir-se muito mais a chegar lá.
  • Risque “nadar com tubarões-baleia” da sua lista de desejos. Durante o verão, centenas destas criaturas dóceis alimentam-se de peixes e plâncton a norte da ilha. Esta aventura com tubarões-baleia permite-lhe visitar os melhores locais de observação e proporciona-lhe equipamento de snorkeling, comida e bebidas não alcoólicas. (Nota: pode optar por partir da Isla Mujeres ou pela recolha no seu hotel em Cancún.)
  • Se preferir terra firme, coma e beba pela Isla Mujeres. Esta excursão a bares num carrinho de golfe para grupos pequenos visita locais pouco explorados e inclui amostras de cervejas especializadas e bebidas espirituosas locais, como o mezcal.

NOITE: um jantar de lagosta ao pôr do sol e uma festa de dança fantástica

Fique por lá até ao pôr do sol (é especialmente deslumbrante na Playa Norte). Em alternativa, apanhe o ferry de volta para o continente e visite o Lorenzillo's, um restaurante popular junto à lagoa (também um excelente local para observar o pôr do sol). Aqui, o pedido habitual é a lagosta, mas os membros da comunidade do Tripadvisor também elogiam as ostras Rockefeller, a salada César à mesa e o filé mignon. Se tiver sorte, pode até receber uma visita do Lorenzo, o crocodilo residente da lagoa.

Quando acabar de comer, a vida noturna lendária de Cancún vai começar a fazer-se sentir. Dirija-se ao Coco Bongo, uma discoteca frenética que organiza espetáculos ao nível de Las Vegas com tudo, desde acrobacias de Mad Max a um tributo aos Queen. Os bilhetes não são baratos (começam nos 113 $ por pessoa), mas incluem um bar aberto. Se não quiser ficar em pé durante toda a noite, esbanje num bilhete Gold Member ou Front Row, que inclui lugares reservados, bebidas premium e melhores vistas.

O que os viajantes dizem: “Não há palavras para descrever o espanto que sentimos ao ver o espetáculo [no Coco Bongo]: surpreende e faz com que se sinta novamente uma criança. Mal posso esperar para voltar. Dicas: opte por bilhetes VIP, use sapatos confortáveis e apareça cedo.” – @Jodi B

Desvios que valem a pena ao longo do caminho

DIA TRÊS

Vista aérea de pessoas a nadar num cenote e plantas trepadeiras da vegetação circundante a descer em cascata
Cenote Ik Kil; fotografia: Tripadvisor

MANHÃ: viagem de um dia a uma maravilha do mundo

Se alugou um carro, faça-se à estrada cedo para uma viagem de duas horas e meia até Chichén Itzá, uma antiga cidade maia a oeste de Cancún. Não tem carro? Também pode apanhar o autocarro ADO da baixa (sai diariamente às 08:45) ou reservar uma excursão de um dia inteiro que abrange Chichén Itzá e locais próximos.

Planeie passar cerca de três horas a explorar as ruínas, que incluem a famosa pirâmide de El Castillo, um cenote sagrado, vários templos e o “Ball Game Court”, onde outrora era praticado um desporto cerimonial. Pode ver o terreno por conta própria, mas é muito útil ter alguém que explique o que está a ver. Se não reservar uma excursão com antecedência, existem muitos guias para contratar no local (fale com alguns para ter uma ideia da experiência e das competências linguísticas).

O que os viajantes dizem: “Uma experiência verdadeiramente fantástica. Chegue cedo, porque o calor é intenso, além de que irá antecipar-se às multidões que chegam de autocarros turísticos. O local abre às 08:00 e já está movimentado. Recomendo vivamente um guia pessoal para lhe mostrar tudo. Negoceie para obter o melhor preço para um guia e os artigos que pretender comprar. Leve muita água, protetor solar e um guarda-chuva.” – @Justin B

OPÇÕES DE EXCURSÕES EM CHICHÉN ITZÁ

  • Quem gosta de acordar cedo deve optar por esta excursão de acesso antecipado, que permite chegar a Chichén Itzá antes das multidões (e do calor do dia). Inclui almoço, nadar num cenote e uma degustação de tequila.
  • É amante de história? Explore outro local maia antigo, a cidade de Cobá, com esta viagem guiada de um dia, que também para em Chichén Itzá e Cenote Ik Kil.
  • Uma opção mais acessível, esta excursão autoguiada transferível permite-lhe ver Chichén Itzá ao seu próprio ritmo, ao mesmo tempo que obtém imensas informações úteis.

TARDE: paragem num pueblo mágico e mergulho num cenote

Conduza ou apanhe o autocarro ADO até Valladolid para um almoço tardio. A cerca de 40 minutos de Chichén Itzá, esta encantadora cidade é um dos pueblos mágicos do México (um título do governo atribuído a aldeias selecionadas pela sua beleza, tradições ou folclore). É um desvio que vale a pena, repleto de edifícios coloridos de estilo espanhol, lojas e cafés bonitos e museus fascinantes.

No IX CAT IK, prove pratos tradicionais maias, como sopa de lima e cochinita pibil (carne de porco assada lentamente), enquanto aprende sobre as especiarias e técnicas utilizadas em cada um deles (os funcionários altamente experientes têm todo o gosto em responder às perguntas sobre o menu). Depois, caminhe para oeste até ao Convento de San Bernardino de Siena, pare pelo caminho na praça principal de Valladolid, o Parque Principal, e, em seguida, siga pela Calle de Los Fraile, a rua mais bonita da cidade.

Se estiver a viajar de carro, visite um cenote antes de sair da área (o Cenote Palomitas e o Cenote Maya Park têm classificações elevadas dos colaboradores do Tripadvisor). Nadar num destes poços naturais é imperdível quando se está no Iucatão.

NOITE: compras noturnas e uma vista panorâmica

De volta à zona hoteleira, dirija-se ao La Isla, um centro comercial ao ar livre junto à lagoa. Não é um centro comercial típico, uma vez que o complexo inclui um aquário, uma sala de cinema, uma roda-gigante e até um canal. Explore as lojas de luxo (da Tiffany's à Prada), compre lembranças de última hora numa das lojas de presentes e dê uma volta na roda-gigante El Sol de Cancún (é especialmente mágica ao pôr do sol, mas também fica iluminada à noite).

Para jantar, tem várias opções. Gostamos do Taco y Tequila (excelentes margaritas, tacos e churros), mas, se não quiser tacos, o Thai serve pratos tradicionais em cabanas românticas com vista para a lagoa.

Tem energia para encaixar mais um local popular de Cancún? Apanhe um táxi até ao Mandala Cancun, uma discoteca divertida com noites temáticas, como a Mardi Gras Monday, e dance na sua última noite.

Desvios que valem a pena ao longo do caminho

Saiba antes de ir


Cancún brilha de dezembro a abril, quando as temperaturas confortavelmente quentes proporcionam uma escapadinha acolhedora do tempo frio noutros locais. É claro que também é a altura mais movimentada da cidade (especialmente em março, a altura das viagens de finalistas). Se quiser menos multidões e preços mais baixos, os períodos entre as épocas altas e as épocas baixas (de abril a maio e de outubro a novembro) são boas opções. O verão e o outono também são agradáveis, mas conte com mais chuva, mais humidade e algas malcheirosas na praia.



Uma vez que Cancún é um destino turístico popular, a maioria das atrações está aberta todos os dias da semana. No entanto, algumas estão encerradas às segundas-feiras, por isso confirme antes de ir. Se visitar a meio da semana, poderá ter menos multidões no aeroporto e nos locais, mas as discotecas e os restaurantes, especialmente na zona hoteleira, tendem a estar lotados a semana toda.



Os horários dos museus e das atrações variam, embora a maioria esteja aberta entre as 09:00 e as 17:00. Os mercados abrem por volta das 08:00 ou 09:00 e fecham às 19:00.

Geralmente, os restaurantes na zona hoteleira estão abertos todo o dia até tarde (23:00 ou meia-noite), mas alguns dos locais na baixa têm um horário ligeiramente mais limitado. Geralmente, verá que os locais que servem pequeno-almoço e almoço encerram por volta das 20:00, enquanto os restaurantes de almoço e jantar podem não abrir até às 13:00 ou 14:00, mas permanecem abertos até à meia-noite.

A maioria das discotecas abre por volta das 20:30 ou 21:00, mas a festa só começa realmente às 23:00 e dura até às 03:00.



Zona hoteleira (Zona Hotelera): é aqui que a maioria dos visitantes fica, uma vez que tem a maior seleção de hotéis e resorts em Cancún. O Live Aqua Beach Resort é um favorito do Tripadvisor pelos seus funcionários prestativos, quartos impecáveis e ambiente de hotel boutique. Se não quiser um hotel com tudo incluído, o Casa Tortugas é um hotel mais pequeno, mais calmo e familiar com toques mexicanos encantadores e uma vista para a lagoa.

Baixa (El Centro): a baixa é o local onde vive a maioria dos habitantes locais, mas também existem alguns hotéis e albergues acessíveis na área. Não ficará à beira-mar, mas estará a uma curta distância a pé de grandes mercados e comida de rua. Além disso, fica a apenas uma curta viagem de autocarro da zona hoteleira. O moderno Nomads Hostel tem quartos privados, além de alojamentos típicos em estilo dormitório, uma piscina e um bar no terraço, um café e uma cozinha comum.

Playa Mujeres: Playa Mujeres encontra-se apenas a 15 minutos a norte da baixa de Cancún (a 45 minutos do aeroporto), mas parece muito mais tranquila e isolada do que a zona hoteleira. É o lar de alguns locais deslumbrantes com tudo incluído, como o Excellence Playa Mujeres (uma extravagância) e o Atelier Playa Mujeres (uma extravagância um pouco mais pequena).

Puerto Morelos: a sul de Cancún, uma extensão de resorts perto da pequena vila piscatória de Puerto Morelos oferece uma sensação remota e praias menos desenvolvidas, com o bónus adicional de estar mais perto do aeroporto. Situado junto a uma reserva para mangais, o Waldorf Astoria é um dos melhores (e mais luxuosos) do grupo: todos os quartos têm vista para o mar, uma varanda privada e uma banheira de imersão ao ar livre.



Transportes públicos: um sistema de autocarros públicos torna as deslocações em Cancún sem automóvel relativamente fáceis. Os autocarros R-1 e R-2 circulam regularmente entre a baixa e a zona hoteleira e custam apenas 12 pesos por viagem (menos de 1 $), que pode pagar a bordo.

Se viajar para fora de Cancún, o autocarro ADO também tem um preço razoável e é fácil de navegar.

De bicicleta: Cancún não tem um programa de partilha de bicicletas, mas existem algumas lojas de aluguer (Bike & Go, Bike Rental Energy of the World) na baixa e na zona hoteleira. Muitos hotéis também têm bicicletas que pode pedir emprestadas. A baixa não é muito adequada para bicicletas, mas o Boulevard Kukulcan, que atravessa a baixa da cidade até à zona hoteleira, tem uma ciclovia e um percurso de corrida separados.

De táxi: os táxis são abundantes, mas podem ser dispendiosos. Certifique-se de que pede uma tabela de preços e aceita um preço antecipadamente. Se vir um na rua, certifique-se de que é legítimo (o carro deve ser branco com linhas verdes, deve existir um número de identificação na lateral e deve ter duas matrículas, à frente e atrás).

De carro: não precisa necessariamente de um carro para se deslocar em Cancún, mas ter um pode ser útil se quiser explorar as praias e as cidades próximas (ou se ficar fora da cidade de Cancún propriamente dita). Pode encontrar todas as principais empresas de aluguer (Enterprise, Hertz, Alamo) no aeroporto.

Transferências do aeroporto: o Aeroporto Internacional de Cancún encontra-se a cerca de 27 quilómetros da zona hoteleira. Para táxis, faça uma reserva com antecedência para obter a melhor tarifa (entre 24 e 33 $, consoante o local para onde vai). Também existem serviços de transporte partilhados ou pode apanhar o autocarro ADO para a baixa de Cancún. Tenha em atenção que a Uber não tem autorização legal para efetuar a recolha de passageiros no aeroporto (embora possa deixá-los lá).