Todos os artigos A melhor altura para visitar o Japão

A melhor altura para visitar o Japão

Um pouco de planeamento faz toda a diferença.

Caitlin Morton
Por Caitlin Morton12/12/2022 3 minutos de leitura
Pôr do sol sobre o Templo Kiyomizu-Dera e a prefeitura de Quioto no Japão
Pôr do sol sobre o Templo Kiyomizu-Dera e a prefeitura de Quioto no Japão
Imagem: Johannes Mann/Getty Images

Após anos de encerramentos devido à pandemia, o Japão começou finalmente a receber de novo viajantes internacionais a 11 de outubro, desde que apresentem um comprovativo de vacinação tripla ou um resultado negativo no teste à COVID-19.

Esta notícia certamente inspirará os viajantes ansiosos a começar a planear a sua próxima viagem ao Japão o mais rápido possível, mas, mesmo no meio do entusiasmo após o confinamento, existem alguns fatores a ter em atenção ao escolher quando visitar. Quer pretenda esquiar, apreciar a folhagem de outono ou tirar um milhão de fotografias das famosas cerejeiras em flor, a melhor altura para visitar o Japão depende realmente do que deseja fazer quando chegar. E, a menos que queira passar as suas férias inteiras debaixo de um guarda-chuva ou a lutar por espaço no metro, sem dúvida que existem meses que deve evitar completamente.

Segue-se tudo o que precisa para planear uma viagem ao Japão no momento certo.

As melhores alturas para visitar o Japão

Em geral, o Japão brilha na altura da primavera e do outono. Os meses intermédios entre as estações, de março ao início de abril e de outubro a novembro, são particularmente bons, já que poderá desfrutar de temperaturas mais baixas, pouca chuva e menos multidões. Como bónus adicional, verá uma incrível folhagem de outono ou os primeiros sinais de cerejeiras em flor se visitar durante estas épocas menos turísticas.

No entanto, se não receia o acotovelamento com outros turistas, deve definitivamente considerar uma visita durante as épocas altas do esqui e da sakura.

Pessoas em barcos a pedais durante a época das cerejeiras em flor no Parque Ueno, Tóquio
Época das cerejeiras em flor no Parque Ueno, Tóquio
Imagem: Matteo Colombo/Getty Images

Para as cerejeiras em flor: de março a meados de abril

Apreciar as cerejeiras em flor é uma atividade tão popular no Japão que existe até uma palavra dedicada ao fenómeno: hanami (literalmente ,“observação de flores”). A época alta da sakura depende inteiramente do clima: a extremidade mais quente e mais a sul do país pode ter flores cor-de-rosa já em janeiro, enquanto as regiões mais frias e mais a norte podem não ver uma única flor até maio.

Em geral, pontos turísticos como Tóquio e Quioto atingem o pico de floração entre meados de março e início de abril. Um dos locais mais fotografados do país durante a época da sakura é o canal de Nakameguro em Tóquio, com centenas de árvores que criam um majestoso arco cor-de-rosa sobre a água. O Festival das Cerejeiras em Flor de Nakameguro é perfeito para pessoas que querem realmente mergulhar na atmosfera floral: desfrute do próximo festival de 23 de março a 10 de abril de 2023.

Pessoas a esquiar, bétulas brancas e o Monte Yōtei em Hokkaido, Japão
Monte Yōtei em Hokkaido, Japão
Imagem: Sergio Amiti/Getty Images

Para esquiar: de janeiro a fevereiro

O inverno no Japão não é apenas uma ótima época para fugir das multidões (depois da época festiva, pelo menos), como também oferece oportunidades incríveis para esquiar. A ilha montanhosa de Hokkaido a norte, em particular a cidade de Sapporo, que organizou os Jogos Olímpicos de Inverno em 1972, possui imensos resorts de esqui, neve e banhos de imersão après-ski que atraem amantes de atividades ao ar livre de todo o mundo.

De acordo com o SkiJapan.com, normalmente, a primeira queda de neve em Hokkaido acontece em meados de novembro, com os resorts a abrirem no final do mês. No entanto, os resorts abrem as suas torneiras de neve de janeiro a fevereiro, o que, em combinação com as baixas temperaturas, proporciona as melhores condições de pista. Visite em fevereiro e também poderá participar no Festival de Neve de Sapporo, famoso pelas suas esculturas de neve e gelo que podem atingir perto de 15 metros de altura. Não perca o próximo festival de 4 a 11 de fevereiro de 2023.

As piores alturas para visitar o Japão

Como o Japão é um país tão longo e estreito, pode encontrar o clima ideal em praticamente qualquer época do ano. Por exemplo, encontrará climas completamente diferentes nas montanhas do norte de Hokkaido e nas praias do sul de Okinawa. Dito isto, existem algumas alturas complicadas, tanto em termos de clima como em termos de multidões, que deve ter em atenção.

Pedestres com guarda-chuvas no cruzamento de Shibuya, Tóquio
Dia chuvoso no cruzamento de Shibuya, Tóquio
Imagem: Peter Adams/Getty Images

Época das chuvas: de junho a meados de julho

Normalmente, a época das chuvas do Japão começa no início de junho e termina em meados de julho (exceto nas partes meridionais de Okinawa, onde a chuva começa em maio). É uma época bastante curta, mas os viajantes podem contar com um clima sombrio, húmido e chuvoso praticamente todos os dias. Embora Tóquio e outras grandes cidades tenham muitas atividades no interior para explorar, pondere evitar estes meses se não se quiser molhar entre as visitas aos museus.

Também é importante notar que a época de tufões no Japão se estende, tecnicamente, de maio a outubro, com pico por volta de setembro. Contudo, a menos que viaje para Okinawa, é pouco provável que os seus planos de viagem sejam afetados, já que as tempestades tropicais raramente afetam as viagens nas ilhas principais.

Parque lotado em Tóquio
Parque lotado em Tóquio
Imagem: Shelyna Long/Getty Images

Semana Dourada: do final de abril ao início de maio

A Semana Dourada é o período de férias mais significativo no Japão, que começa a 29 de abril e dura até à primeira semana de maio. A semana tem quatro feriados nacionais e muitas famílias japonesas tiram dias de férias extra antes e depois do período de sete dias. Embora esta possa parecer uma altura empolgante para visitar, provavelmente terá de lidar com parques e atrações densamente lotados, transportes públicos congestionados e hotéis cheios. A menos que possa planear com muita antecedência, é melhor evitar completamente este período.